Com a recomendação de isolamento social e a crise econômica que atravessamos por conta do novo coronavírus, muitas pessoas estão passando por problemas financeiros. Dentre os principais gastos, está o pagamento mensal de colégios e universidades. Ao mesmo tempo, estas instituições têm oferecido aulas online aos seus alunos para manter o sistema de ensino funcionando. Em reportagem publicada pela ConJur, Renato de Mello Almada, sócio de Chiarottino e Nicoletti Advogados, opinou que as escolas que estão adotando este método não precisam reduzir a mensalidade, visto que “tiveram custo adicional para implementar plataformas digitais”.

CONFIRA NA ÍNTEGRA