No texto, o advogado Roberto Braga de Andrade, do escritório Chiarottino e Nicoletti Advogados, avalia até que ponto a implantação do processo judicial eletrônico na Justiça estadual paulista, a partir de agosto de 2011, vem propiciando mais celeridade às ações cíveis.

VER MATÉRIA NA ÍNTEGRA