Os novos conflitos domésticos da vida entre quatro paredes na quarentena

15/05/2020

Segundo pesquisa feita pela VEJA, em comparação com o mesmo período no ano passado, o número de novos processos relacionados à separação de casais cresceu 20% desde o começo da pandemia. O aumento ocorre, principalmente, por conta dos conflitos domésticos que a vida em isolamento social proporciona. Em reportagem divulgada pelo portal que realizou o levantamento, Renato de Mello Almada, sócio de Chiarottino e Nicoletti Advogados, fundado por Leandro Augusto Ramozzi Chiarottino, comentou a respeito das dificuldades inéditas de convivência e sobre o bem-estar dos filhos que, apesar do atual momento, sempre terão “o direito de convivência com os dois pais”. Leia na íntegra.