A partir de 23 de março, quando registrou o seu pior resultado em 2020, o Índice Bovespa obteve quatro meses seguidos de alta, subiu 61% e ultrapassou a casa dos 100 mil pontos. Com esta recuperação, as companhias do país e o setor de mercado de capitais estão otimistas, visto que, com o acúmulo de IPOs por conta da paralisação das atividades desde o início da pandemia, são esperadas mais de 40 operações entre o segundo semestre e o início de 2021. Em reportagem publicada pelo LexLatin, Leandro Augusto Ramozzi Chiarottino, sócio fundador e especialista em direito societário de Chiarottino e Nicoletti Advogados, comentou o assunto e afirmou que a expectativa para os próximos meses são as ofertas públicas iniciais de empresas relacionadas ao agronegócio e à inovação tecnológica. Para saber mais informações sobre o tema, acesse.