A Caixa Econômica Federal determinou que as pessoas demitidas por motivo de força maior precisam acionar a Justiça do Trabalho para receber o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Por conta da dificuldade encontrada pelos desempregados, a exigência foi tema de reportagem do portal Correio Braziliense, no Blog do Servidor, que destacou os comentários de Fernando Cha, de Chiarottino e Nicoletti Advogados, fundado por Leandro Augusto Ramozzi Chiarottino. Segundo nosso sócio, “a Caixa agiu em desacerto, pelo excesso de rigor e formalismo, diante da atual crise, quando o trabalhador mais precisa de apoio”.

LEIA O CONTEÚDO